Governo de Goiás

Notícias

Marceneiro já pegou 14 empréstimos na GoiásFomento

Atualizado em 17-01-2017 15:57h
bonivan3paradestaque-11811219.jpg

O microempresário Bonivan Pedro Silva, 47 anos, é um dos clientes mais antigos da GoiásFomento. Dono da marcenaria B&R Telas e Molduras, no Jardim Novo Mundo, em Goiânia, já pegou 14 empréstimos na instituição financeira para ampliar seu negócio. Bonivan, que começou a trabalhar com marcenaria ainda adolescente, chegou a vender telas e molduras nas feiras de Goiânia, até que conseguiu ter sua própria marcenaria, que gera atualmente 4 empregos. “Os juros e os prazos da GoiásFomento chamam a atenção”, diz. “Em outros bancos, os juros são o dobro”. 

 

Para pleitear um empréstimo na GoiásFomento, o interessado deve ter uma empresa ativa e com situação regular mediante as três esferas de poder, a municipal, estadual e federal; ser um MEI (microempreendedor individual) ou um profissional liberal. Tem que estar livre de qualquer restrição no Serviço de Proteção ao Crédito. As linhas disponibilizadas têm juros bem abaixo do mercado e vão de 0,8% a 2,51% ao mês. O valor de empréstimo pode chegar a R$ 50 mil e o prazo de pagamento, a 60 meses, dependendo da linha. Empresários com algum tipo de restrição, pendência ou com empresa inativa, precisam regularizar a situação antes de fazer o pedido. 

 

SOBRE A GOIÁSFOMENTO:

Quando foi criada?  Em outubro de 1999, pela Lei 13.533. Começou a funcionar efetivamente em 2000. 


GoiásFomento empresta até quanto?  
R$ 50 mil.


Quais os juros?
-De 0,8% a 2,51% ao mês, dependendo da linha de crédito.


Qual o prazo para pagamento?
- De 24 a 60 meses, dependendo da linha.


Após conseguir o empréstimo, qual o prazo para começar a pagar (carência)?
- De três a 6 meses


Quais as linhas existentes?
Crédito Produtivo para Investimentos ou Giro, linhas para Capital de Giro, e especiais para segmentos diversos - táxi, transporte escolar, mototáxi, feirantes, tecnologia, turismo, contabilistas e profissionais liberais.



O Crédito Produtivo, linha mais procurada, empresta até:

- R$ 50 mil- Crédito Produtivo para Empreendedor Individual: até 20 mil - Juros: 0,8%- Carência – até 6 meses- Prazo para pagamento - até 36 meses- no caso do Crédito Produtivo Energia Solar, o financiamento é de até R$ 50 mil e o prazo para pagamento é de até 60 meses. Os juros e a carência são os mesmos. 


Para pedir empréstimo:


- o cliente já deve ter uma empresa constituída; ou ser um MEI (microempreendedor individual); ou profissional liberal (veterinários, médicos, contadores etc 
- o cliente tem que estar livre de qualquer restrição no Serviço de Proteção ao Crédito e apresentar certidões de regularidade das três esferas (municipal, estadual e federal).

Submenu

Sistema de Busca

Palavra-chave:

Palavras Pesquisadas

Tire suas dúvidas

Aqui, você tira suas dúvidas sobre as taxas dos creditos e descobre as vantagens dos produtos.

saiba mais