Governo de Goiás

Notícias

Juro reduzido da linha Crédito Produtivo já está em vigor

Atualizado em 06-04-2018 17:22h



Já está vigorando novo juro da linha Crédito ProdutivoJá está em vigor a nova taxa de juro da linha Crédito Produtivo, a mais popular da GoiásFomento. O juro mensal passou de 0.8% para 0.5%. A redução foi resultado de estudo dos técnicos da Agência de Fomento de Goiás e de gestão da diretoria comandada por Henrique Tibúrcio junto à Secretaria de Desenvolvimento Econômico. A linha empresta até R$ 50 mil a empresários, empreendedores e profissionais liberais, com carência de até 6 meses e prazo de pagamento de até 36 meses. Para o microempreendedor individual, esta linha empresta até R$ 30 mil. A nova taxa de juro já está vigorando. No ano passado, a linha Crédito Produtivo liberou R$ 20,3 milhões em financiamentos para assinatura de 648 contratos, gerando e mantendo cerca de 2.931 empregos. 
 
Instituído em 2004, o Crédito Produtivo já injetou R$ 91,5 milhões na economia goiana e promoveu a capacitação de milhares de empreendedores em todo o Estado. Para pleitear empréstimo, o interessado deve participar do curso Plano de Negócios para Empreendedores (PNE), organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e realizado tanto na Escola de Governo quanto na sede da Agência. O curso repassa ao empreendedor como gerir seus negócios e separar as finanças particulares dos recursos da empresa.
 
O presidente da GoiásFomento, Henrique Tibúrcio, destaca que o juro do Crédito Produtivo é inédito no País e que o subsídio que o Governo do Estado oferece para o tomador de fato chega até o cliente porque a GoiásFomento não exige reciprocidade, diferente dos bancos de mercado.  “A Agência empresta a juros baixos sem exigir do cliente a aquisição de produtos, como cartões, seguros ou títulos”, explica. “A Agência de Fomento de Goiás tem papel social e econômico muito forte, já que empresta a juros baixos para que o dono de pequeno negócio continue sua produção, gerando emprego e renda”.
 
Para pleitear um empréstimo: o cliente já deve ter uma empresa constituída ou ser um Microempreendedor Individual ou profissional liberal (veterinários, médicos, contadores etc). Também não poderá ter nenhuma restrição no Serviço de Proteção ao Crédito e apresentar certidões de regularidade das três esferas (municipal, estadual e federal).
Para mais informações, acessar www.goiasfomento.com

Submenu

Sistema de Busca

Palavra-chave:

Palavras Pesquisadas

Tire suas dúvidas

Aqui, você tira suas dúvidas sobre as taxas dos creditos e descobre as vantagens dos produtos.

saiba mais