Governo de Goiás

Notícias

Jovem empresário emprega 8 pessoas

Atualizado em 03-05-2017 10:36h
linguiaria-1451980.jpg

Um jovem de 28 anos está entre os clientes preferenciais da GoiásFomento. Lucas Vaz Inocente é dono de uma indústria de linguiça artesanal, em Goiânia, emprega oito funcionárias e começou a atividade como microempreendedor individual há 5 anos. “Comecei vendendo para amigos e o pessoal gostou tanto que criei página em uma rede social para isto”, diz. “Só depois coloquei o nome Bagaia e contratei o primeiro funcionário”. Enquanto microempreendedor individual, pegou dois empréstimos na GoiásFomento para investir no negócio. Agora, já com Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli), contratou novo financiamento e está aplicando os recursos na aquisição de queijos e carnes para atender a demanda. 

 

“O que mais chama a atenção na GoiásFomento é o tratamento dispensado a você”, elogia. “É claro que os juros são os melhores, e digo isto porque já peguei empréstimo com juros acima de 4% ao mês, mas a equipe realmente é preparada para te ajudar”, complementa o empresário, que é formado em gastronomia.

 

A  Agência de Fomento de Goiás chega aos 18 anos (a lei que a criou é de 1999) com um bom equilíbrio financeiro. No segundo semestre de 2016, recuperou prejuízo de R$ 7 milhões e ainda deixou lucro de R$ 533 mil. A nova gestão, sob o comando de Henrique Tibúrcio, reduziu a inadimplência, ajudou o departamento de cobrança, facilitando as negociações, criou novas linhas e está levando a GoiásFomento para mais perto do empresário que está no interior. “Por meio de parcerias com prefeituras e entidades civis, divulgamos as linhas de crédito e tornamos o financiamento mais acessível para o empresário que não está na capital”, explica o presidente. 

Submenu

Sistema de Busca

Palavra-chave:

Palavras Pesquisadas

Tire suas dúvidas

Aqui, você tira suas dúvidas sobre as taxas dos creditos e descobre as vantagens dos produtos.

saiba mais