Governo de Goiás

Notícias

GoiásFomento libera financiamentos para lojistas da Estação Goiânia

19-06-2013 11:02h
foto-2-1093188.jpg

Cerca de 600 lojistas do Shopping Estação Goiânia poderão ter acesso aos recursos das linhas de crédito para pequenas e médias empresas provenientes da Agência de Fomento (GoiásFomento). Juntos, os lojistas geram dois mil empregos diretos e outros 10 mil indiretos. A ordem de serviço determinando que a Segplan e a GoiásFomento elaborem o protocolo de intenções com a Associação dos Lojistas do Shopping Estação Goiânia foi dada ontem, terça-feira, 18 de junho, pelo governador Marconi Perillo, durante encontro no shopping.

Cada lojista poderá se beneficiar de recursos que vão de R$ 10 mil a R$ 25 mil, com juros de 0,25% ao mês que, segundo o governador Marconi Perillo, “são as menores taxas do mercado”. Os empréstimos poderão ser quitados com três meses de carência e prazo de 36 meses. O lojista que tiver interesse em um financiamento maior pagará taxas diferenciadas. “O valor oscila de acordo com o montante de recursos pretendido. O objetivo é o de servir os pequenos e médios empresários, sempre praticando os menores juros do mercado”, salientou o governador.

Segundo o presidente da GoiásFomento Luiz Maronezi além dessas linhas de crédito, com juros abaixo do mercado, os lojistas também terão acesso às linhas de crédito com recursos próprios da GoiásFomento: “Apesar das taxas de juros serem um pouco mais elevadas, os comerciantes locais poderão ter acesso até R$ 1.000.000,00 (hum milhão de reais) dependendo de sua necessidade”. Salientou Maronezi

O Shopping Estação Goiânia é o espaço comercial de pequenos lojistas que mais registrou crescimento nos últimos anos em Goiânia. Por final de semana, o centro de compras recebe cerca de 60 ônibus de compradores de várias partes do País. Para melhor atender a essa crescente clientela, foi inaugurado recentemente, no interior do shopping, o Go Inn Hotel. Com 217 leitos, é considerado o maior hotel de Goiânia. –

O governador Marconi Perillo disse ainda que os recursos da GoiásFomento representam uma nova modalidade de financiamento do desenvolvimento, além da já existente dentro da estrutura do governo, criada em 1999, em sua primeira administração. “Naquele ano criamos o Banco do Povo, hoje presente em praticamente todos os 246 municípios do Estado. A diferença é que o Banco do Povo atende a clientes com empréstimos que chegam no máximo a R$ 10 mil, com as mesmas taxas de juros praticadas pela GoiásFomento”, explicou Marconi.

Por fim, observou que o governo já estuda ampliar o alcance do programa para outros públicos: “Vamos levar o mesmo financiamento que estamos liberando hoje para outros segmentos empresariais. Já há pelo menos mais quatro grupos de empreendedores interessados em aderir a este programa”.

Compareceram ao evento o governador Marconi Perillo, secretário de Gestão e Planejamento Giuseppe Vecci, secretário das Cidades João Balestra Filho, secretário para Assuntos Estratégicos, Luiz Alberto de Oliveira, presidente da GoiásFomento, Luiz Maronezi, diretores de operações, administração e finanças  e prospecção e oportunidades de negócios: Jean Carlo dos Santos, Alair da Silva Rocha e Andréa Vecci; presidente da associação dos lojistas da Estação Goiânia, João Morato , vereador Tiago Albernaz e outras autoridades.

Assessoria de Comunicação 19/06/2013

Submenu

Sistema de Busca

Palavra-chave:

Palavras Pesquisadas

Tire suas dúvidas

Aqui, você tira suas dúvidas sobre as taxas dos creditos e descobre as vantagens dos produtos.

saiba mais