Governo de Goiás

Notícias

Goiás Fomento e OAB-GO firmam convênio que cria linha de crédito para advogados

22-03-2013 17:18h
OAB libera linha de crédito

O secretário de Indústria e Comércio de Goiás, Alexandre Baldy, participou nesta segunda-feira (29) de reunião da Comissão da Advocacia Jovem (CAJ), da OAB-GO, para firmar convênio que dá a todos os advogados do Estado acesso a linha de crédito da Goiás Fomento. O financiamento de até R$ 20 mil integra o programa Meu Primeiro Escritório, criado pela CAJ. Nos próximos dias, um curso exigido para a concessão de crédito será ministrado em parceria com a Escola Superior de Advocacia (ESA) simultaneamente em todo o Estado. Cerca de R$ 800 mil mensais já estão liberados. 


O presidente da OAB-GO, Henrique Tibúrcio, destacou o pioneirismo de Baldy em reconhecer o advogado como empresário, medida necessária para a concessão de crédito. "Reconhecer a advocacia enquanto atividade empresarial é um enorme desafio em outros estados e aqui estamos alcançando neste momento. Nós prestamos serviço, geramos emprego, nos constituímos como pessoa jurídica e, a partir de agora, somos reconhecidos também como empresários. É apenas o primeiro passo que nos permitirá outras conquistas importantes", afirmou.


Tibúrcio lembrou a parceria já existente entre a CAJ e o Fórum Jovem Empresarial, primeiro a reconhecer a relevância da advocacia no setor produtivo. O presidente da Associação de Jovens Empreendedores (AJE Goiás), Rafael Lousa, destacou que é o momento de todos os setores empresariais estreitarem as relações com a OAB-GO. "Todos conhecemos a força da advocacia e temos de levar esse reconhecimento para os debates do setor produtivo, ao qual vocês agora oficialmente integram", disse.


Baldy reiterou seu apoio à advocacia. "Atender ao pedido do Henrique é uma grata satisfação porque fomenta o desenvolvimento do Estado. Queremos contribuir para que o advogado seja cada vez mais fortalecido. Que vocês tenham a SIC como forte apoiadora", falou.


Recurso liberado


A liberação do crédito é resultante de uma proposta apresentada no início do ano pela CAJ à Goiás Fomento. Após análise, elaboração do projeto e concluída a viabilidade da proposta, Tibúrcio solicitou pessoalmente ao então governador em exercício, José Eliton de Figuerêdo Júnior, que se comprometeu a atender. Nesta segunda-feira, Baldy e Tibúrcio firmaram o acordo que insere o advogado no crédito produtivo da Goiás Fomento.


Os recursos, atualmente em R$ 800 mil mensais, já estão disponíveis e esse valor total pode aumentar. O superintendente de micro e pequenas empresas da SIC, Tiago Peixoto, explica que o montante varia de acordo com a demanda. "Basta que os advogados busquem o crédito e elevem a demanda para nós ampliarmos os recursos, que pode superar a marca de R$ 1 milhão mensais", afirma.


Juro baixo


O presidente da Goiás Fomento, Luiz Maronesi, diz que a linha de crédito de R$ 2 mil a R$ 20 mil oferece prazos de até 36 meses, com até três meses de carência. O financiamento pode ser contratado para capital de giro ou aquisição de equipamentos para montar o escritório. Ele pontua que a taxa de juro é mais baixa que as praticadas pelo mercado, de 0,5% ao mês.


"Sou advogado. É muito gratificante atuar em defesa de causas da OAB-GO. Sei com é importante sair da faculdade e ter apoio para montar seu escritório", afirma Maronesi, acrescentando que, apesar de ter sido solicitada pela advocacia jovem, a linha de crédito está disponível a todos os advogados.


Curso 


Para ter acesso ao crédito, é necessário fazer um curso de gestão financeira criado pela SIC especialmente para advogados, denominado Plano de Negócios para Escritórios de Advocacia. A ESA, em parceria com a CAJ e a Goiás Fomento, realizará esse treinamento na primeira quinzena de novembro, simultaneamente em todo o Estado, de forma presencial em Goiânia e telepresencial nas 41 subseções da OAB-GO.


"Quando você tem recursos a um custo baixo, você incentiva o empreendedorismo. O advogado é, a princípio, um empreendedor porque o exercício da advocacia exige que o profissional seja ousado e tenha coragem para enfrentar um mercado forte. Precisamos ter sempre a advocacia mais qualificada possível, porque a concorrência vem de fora e temos de estar preparados para enfrentá-la", conclui Tibúrcio.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Integrada da OAB-GO

 

Submenu

Sistema de Busca

Palavra-chave:

Palavras Pesquisadas

Tire suas dúvidas

Aqui, você tira suas dúvidas sobre as taxas dos creditos e descobre as vantagens dos produtos.

saiba mais